Atividades de autocuidado voltadas para pessoas atingidas pela hanseníase, pela diabetes e pacientes amputados no Centro de Reabilitação Física no Hospital Santa Marcelina, em Porto Velho.

Locais de atuação: Rondônia

Coordenação: Cleumar Nascimento

A atenção integral aos participantes do grupo de autocuidado do Hospital Santa Marcelina, em Porto Velho, é o objetivo do projeto voltado para pessoas atingidas por sequelas da hanseníase, da diabetes e para quem passou por amputações no Centro de Reabilitação Física da instituição. O grupo permite a troca de experiências entre pacientes e a equipe multiprofissional sobre as práticas de autocuidado.

O cuidado se volta para os aspectos físicos, psicológicos e sociais dos participantes, incluindo o incentivo à geração de renda, à prevenção e diminuição de sequelas, além do fortalecimento da divulgação sobre o tema da hanseníase para a redução do estigma e a quebra de cadeia da transmissão da doença.

Com 10 encontros programados para 2018, as atividades se voltam para o autocuidado incluviso, para as atividades de arte terapia para pacientes internos e para visitas domiciliares de orientações e acolhimento.