No Dia Estadual da Pessoa Acometida pela Hanseníase, lembrado no dia 24 de maio, estivemos em parceria com o Centro Dermatológico Dona Libânia (CDERM) em ações de conscientização para a população em Fortaleza. A programação incluiu ações de panfletagem e diálogo com pedestres e motoristas que circulavam pelo cruzamento das ruas Pedro I e Tristão Gonçalves, no Centro.

  

IMG 1494
 

Ação de panfletagem buscou informar motoristas e pedestres que circulavam pelo Centro durante a manhã.

 

Além das atividades no entorno, houve a revitalização do Grupo de Autocuidado (GAC) na unidade, voltando a ter atividades depois de algum tempo sem reuniões. O grupo tem como objetivo unir pessoas que foram acometidas pela doença para que juntos possam discutir e compartilhar experiências vividas durante o período de tratamento, além de trabalhar a prevenção de incapacidades e o apoio emocional para os pacientes.

Confira aqui mais fotos das atividades realizadas

Em Sobral, no interior do Estado, a NHR Brasil esteve representada com ações do projeto PEP++, que implantará a abordagem de quimioprofilaxia para contatos de hanseníase. Na atividade do dia 24, a equipe de campo da pesquisa fez um diálogo com a equipe do Centro de Saúde da Família Vila União sobre resultados do estudo piloto para avaliar o desempenho dos testes rápidos ORT© e ML FLOW, que buscam realizar a triagem para a infecção do Mycobacterium leprae. O momento foi ainda de conscientização com materiais informativos e visitas domiciliares.

Para Adriana Reis, supervisora de campo do projeto PEP++, as atividades da pesquisa realizada em Sobral foram muito importante para o fortalecimento da equipe e para o entrosamento com a comunidade. “Uma importante experiência que possibilitou a aproximação da equipe de pesquisa com os autores que são ponte entre a comunidade e o serviço de saúde. Foi visível a importância do retorno sobre o desenvolvimento da pesquisa. Na visita a comunidade, a ação foi bem recebida, o que poderá fortalecer o vínculo que vem sendo formado com essas pessoas no desenvolvimento da pesquisa.”