prêmio nhr

 

O Prêmio NHR Brasil divulga a lista de trabalhos finalistas para produções jornalísticas sobre a hanseníase nas categorias impresso (jornais e revistas), rádio, TV e mídia online.

A iniciativa busca estimular a cobertura jornalística sobre a doença em seus diversos aspectos, reconhecendo a competência dos veículos de comunicação que se propõem a levar informações sobre a hanseníase à população com uma abordagem responsável e ética.

Os vencedores serão anunciados durante cerimônia de abertura do 54 Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (MedTrop), a ser realizado em Recife/PE no dia 2 de setembro.

Confira os trabalhos finalistas na primeira edição do prêmio:

Impresso (Jornais e Revistas)

Curados, mas sequelados, de Jônatas Ferreira da Silva (Revista Guarulhos / SP)

Entre o preconceito e a doença, de Franceli Stefani (Jornal Correio do Povo / RS)

Pele insensível, de Fernanda Lima e Wladmir Pinheiro (Jornal Correio* / BA)


Rádio

Hanseníase: doença tem cura, preconceito também, de Géssika Aline Lima da Costa e Flávia Pâmela de Lima (Rádio Difusora AM 960 / AL)

Hanseníase: o mal que tem cura, de Thalita da Luz Vieira de Assis (Nova FM 94,3 / MS)

Manchas insensíveis, vidas sensíveis, de Marcelo Henrique Andrade, Alessandro Leite e Jonathan Dias (Rádio CBN / PB)


TV

Médico do ES alerta sobre os cuidados e a prevenção da hanseníase, de Danielle Cariello (TV Gazeta/Globo - ES)

Portador de hanseníase tem direito a pensão, de Renata Coelho, Eliane Wirthmann e Camila Buzzi (TV Justiça - DF)

Segregados, de Orlando Pedrosa Lima Junior, Luciano Abreu, Paulo Frazão, César Nunes, Paulo Paixão e Thaís Machado (TV Amazonas - AM)


Mídia Online

Cidade do medo e da resistência, de Nathan de Oliveira Santos (Portal LeiaJá / PE)

Hanseníase: um problema de 1800 ou 2018?, de Olívia Pereira Rêgo Meireles (Portal Metrópoles / DF)

Mãos que curam: paraibano que venceu a hanseníase ajuda portadores há mais de 10 anos, de Dennison Lucas Vasconcelos e Núbia Renata Nunes (Portal T5 / PB)